domingo, 25 de setembro de 2011

Máquina do Tempo

 "Nosso projeto original de uma máquina do tempo foi rejeitado pelo ministério de Ciência e Tecnologia. Tivemos, então, de implementá-lo com recursos próprios, com doações e recursos particulares. Em consequência, tivemos de reduzir as dimensões do projeto, sendo o projeto original abandonado e adequado às condições existentes. Resultando no aproveitamento de um grande relógio suíço abandonado. Entre outros problemas a serem resolvidos, estava o do fuso horário e a energia para mover a máquina. O primeiro foi solucionado reunindo um profuso estoque de parafusos de várias bitolas. Quanto a energia, convocamos um infectologista que criou um casal de bactérias e, após, convocamos um doutor em gramática por um preço módico (ele decidiu colaborar com tão ambicioso projeto), resolvendo o problema do seguinte modo: cortou o "c" da bactéria e retirou o acento grave do "e", resultando em duas baterias para nossa máquina.
Assim munidos dos "para" fusos e das duas baterias resolvemos estes dois problemas técnicos, entretanto, ainda restaram alguns problemas que estamos prestes a solucionar. A máquina já está funcionando em caráter experimental, um dos problemas consiste na aceleração da máquina, particularmente no que se refere à passagem de um ponteiro para outro (torque). O nosso viajante voluntário já fez alguns ensaios em viajens curtas de um ponteiro para outro. Com mais doações e colaborações técnicas e, com o passar das horas, esperamos concluir em breve nosso projeto.
"

(by Cenno Friedrich, meu querido avô, em um de seus momentos de "humor nerd" )

6 comentários:

  1. Pois é, filha, o vô sempre teve muito senso de humor e desde quando tenho lembranças ele sempre teve uma imaginação muito criativa. A convivência com físicos durante todo o tempo em que ele trabalhou no Instituto de Física da UFRGS (foi seu primeiro secretário) moldou bastante o pensamento dele. E com certeza nos influenciou também!

    ResponderExcluir
  2. verdade =)

    ele deveria escrever mais...

    ResponderExcluir
  3. Aurora Ferreira Lütz- Mais conhecida como VOVÓ LOLINHA3 de outubro de 2011 14:36

    Se precisar de mais parafusos, poderei cooperar também com esse projeto, pois hà muito tempo venho guardando parafusos usados, para usar em projetos como esse.Também verei se consigo achar uma solução para o processo de aceleração,e quem sabe poder inaugurar essa máquina....Se precisarem de alguém novo e bem disposto, para testar a máquina, olhem bem: Cá estou eu, prontinha para tal função.

    ResponderExcluir
  4. heheehe que bom vovinha! ele ficou feliz em saber!
    quanto mais gente pra auxiliar no projeto melhor! =D

    ResponderExcluir